Tenha o controle financeiro do seu Food Service

Gestao financeira para restaurantes

Tenha o controle financeiro do seu Food Service

Confira dicas importantes para manter o controle financeiro do seu restaurante ou food service e garantir o crescimento sustentável do seu negócio.

Manter o controle financeiro em dia é algo extremamente importante para qualquer gestor. Quando falamos do segmento de alimentação, esse controle deve ser ainda mais preciso e rigoroso, oferecendo condições para que o seu negócio consiga crescer de maneira sustentável.

Mas, será que você está realizando o controle financeiro de forma adequada na sua empresa? Continue lendo o nosso post e veja as dicas importantes que trouxemos – e que podem otimizar a gestão financeira da sua empresa.

Faça um bom planejamento estratégico e financeiro

Planejar é a base para que qualquer negócio consiga prosperar. Por isso, você deverá criar o hábito de fazer um planejamento financeiro anual. Esse plano precisa contar com informações indispensáveis como objetivos financeiros, plano de metas, remuneração variável, estratégias de preço e ações do mercado. Esse é um dos primeiros passos para criar o controle financeiro do seu restaurante.

Para que o seu planejamento realmente faça sentido é muito importante que ele seja baseado na sua lucratividade média e no giro de clientes por mês. É importante também incluir as despesas em cada período, tanto as fixas como as variáveis.

Dessa forma, você poderá ter uma visão mais clara e real do seu negócio, antevendo meses de baixa e podendo tomar medidas antecipadas para que a sua lucratividade se mantenha dentro da média, como criando eventos para essas épocas de pouca demanda.

Com esse planejamento, você também poderá definir onde deseja chegar ao final de um período e se programar para conseguir atingir essa meta. Por exemplo, se a sua ideia é expandir o seu restaurante e abrir uma nova loja, com um bom planejamento financeiro você poderá definir a hora certa de tomar esse passo e mobilizar a quantidade exata de recursos, sem que o seu crescimento inviabilize a manutenção das suas casas já existentes.

Tenha atenção ao fluxo de caixa

O fluxo de caixa é uma das ferramentas mais simples de qualquer controle financeiro, porém ela tem uma importância enorme. É a partir do fluxo de caixa que você conseguirá entender o quanto entra e sai do caixa do seu restaurante, comparando se esse valor está dentro do que foi planejado.

Com um bom fluxo de caixa, o gestor consegue compreender exatamente o quanto está tendo de lucro por prato, dia e casa e evita contrair mais dívidas do que pode pagar, mantendo a saúde financeira em dia.

É a partir das informações do fluxo de caixa que você conseguirá tomar decisões mais acertadas. Por exemplo, se a lucratividade anda muito baixa, é possível aumentar a margem de contribuição por prato, analisar como anda o desperdício na cozinha ou até rever a compra com os fornecedores.

Controle todos os seus custos

Os custos de um restaurante podem ser bem altos e se eles não forem analisados de perto o gestor poderá sofrer com uma lucratividade insuficiente para manter o negócio funcionando.

Assim, é fundamental ficar de olho em todos os seus custos, como:

  • compra com fornecedores;
  • encargos e adicionais dos funcionários;
  • aluguel, contas de água, de energia, de gás, de telefonia, etc.;
  • campanhas de marketing e de divulgação;
  • entre outros.

 

Gestores que não têm um bom controle do estoque, por exemplo, podem acabar sofrendo perdas significativas de produtos ou até estarem com um alto desperdício em suas cozinhas sem ter como medir essa questão. O resultado pode ser um gasto adicional com compras extras e, claro, um aumento no custo de produção por unidade, reduzindo a sua lucratividade.

Por isso, um controle de custos eficiente está sempre atrelado a processos bem definidos. Manter o controle das fichas técnicas e compará-las com o volume do estoque, ajuda a evitar desperdícios e otimiza a gestão de compras, reduzindo os seus custos.

Defina corretamente o preço de venda

A partir do momento que você compreende todos os custos que estão envolvidos no seu restaurante, fica mais fácil pensar em um preço de venda que realmente seja capaz de cobrir esses valores e ainda lhe dar lucro, melhorando o controle financeiro do seu food service.

Infelizmente, muitos gestores sofrem na hora de determinar o preço de venda, porque nem sempre é fácil calcular todos os custos para a produção de um prato ou drink. Ter as fichas técnicas sempre atualizadas ajuda bastante nesse processo. Com elas, você compreenderá o custo total de um ingrediente e saberá o quanto é preciso para cada receita.

Além disso, lembre-se de incluir nesse valor as porcentagens referentes a mão de obra, a energia elétrica e o gás, os custos fixos e o pró-labore dos sócios. A partir desse valor, você poderá adicionar a margem de contribuição e definir o valor do prato, pensando também em quantos pratos por mês terá de vender para equilibrar as suas contas.

Ou seja, para precificar corretamente é fundamental ter um conhecimento preciso de todos os setores do seu restaurante.

Mantenha o controle da sua carteira de fornecedores

Outro ponto fundamental para o controle financeiro diz respeito aos fornecedores. Afinal, eles são verdadeiros parceiros do seu negócio e podem tanto ajudar você a ter uma boa lucratividade, como reduzir a sua margem por venda.

Um bom fornecedor deverá oferecer produtos de qualidade, com boas condições de pagamento e a preços competitivos, garantindo que a sua margem de contribuição seja alta o suficiente para pagar suas contas e ainda reinvestir no próprio negócio.

Ter um bom relacionamento com os fornecedores é indispensável, garantindo benefícios extras como pagamentos parcelados ou até acesso a ingredientes de marcas diferenciadas.

Além disso, não se esqueça de fazer uma boa pesquisa de mercado, sempre avaliando o preço de cada item e buscando ter mais de um fornecedor. Isso evita que atrasos na entrega ou falta de produtos coloquem em risco a sua cozinha.

Se possível, tente reduzir a quantidade de atravessadores, negociando diretamente com o produtor. E o que for viável tente produzir dentro do seu negócio, como hortaliças, verduras e outros orgânicos, por exemplo.

Use a tecnologia a seu favor

Já deu para notar que manter o controle financeiro de um restaurante significa ter o total conhecimento de inúmeras variáveis, não é mesmo? Além de saber as contas que você precisa pagar, é importante conseguir:

  • dimensionar corretamente o giro médio por casa;
  • entender quais são os custos fixos e variáveis;
  • controlar o preço por item de cada matéria-prima;
  • definir corretamente o preço de venda;
  • controlar o estoque e evitar desperdício;
  • otmizar a gestão de compras do restaurante.

 

Tudo isso é uma missão difícil para quem tem apenas um restaurante. Para aqueles que contam com mais de uma loja, pode ser ainda mais complicado, afinal será preciso cruzar os dados de cada estabelecimento para ter uma visão mais real do seu negócio como um todo.

A tecnologia pode ser uma ótima aliada. Um bom ERP voltado para a área de food service permite que você tenha acesso a uma infinidade de dados coletados diretamente dos seus restaurantes, melhorando o entendimento sobre suas casas e o seu controle financeiro.

Com essa ferramenta, você poderá:

  • analisar em tempo real o giro de clientes em cada uma das suas casas;
  • cruzar as informações do estoque com as fichas técnicas e as vendas, evitando o desperdício;
  • ter acesso a um monitor de compras que gera listas automáticas dos produtos, a partir do cruzamento de informações de vários setores;
  • fazer o conciliamento de recebimentos dos cartões de crédito, débito e refeição;
  • ter um controle preciso de todas as notas fiscais emitidas e recebidas evitando problemas com o Fisco;
  • ter acesso a relatórios específicos sobre cada uma das suas casas ou do seu negócio como um todo;
  • auxiliar na hora de definir o preço de venda.

 

Como você viu, um controle financeiro eficiente é fundamental para o crescimento do seu negócio. Mas, realizá-lo manualmente pode ser uma tarefa difícil e ainda gerar dados imprecisos para as suas decisões.

A ACOM Sistemas possui o Everest 3.0 uma solução pensada exclusivamente para o setor de food service e capaz de auxiliar na sua gestão e no crescimento do seu negócio.

Quer saber mais? Entre em contato com os nossos consultores e descubra como podemos ajudá-lo!

No Comments

Post A Comment