icone Notícias

Por que a empresa deve pensar além da atuação profissional?

17 de agosto de 2016

empresa-alem-da-atuacao-profissional

O investimento em pessoas ainda é a forma mais primordial de crescimento empresarial, afinal, grandes empresas são sempre feitas de grandes pessoas. E uma empresa, independente do seu porte, demanda uma estrutura bastante interdependente de líderes, gestores, funcionários e colaboradores externos.

É difícil pensar que empresas ou chefes ainda não compreendam o valor da valorização pessoal dentro da equipe, mas ainda mais difícil é pensar em um negócio que tenha bons resultados quando não promove a integração e a valorização dos colaboradores além dos aspectos rotineiros exigidos na atuação profissional.

Por que pensar além da prática profissional?

Ao contratar ou manter um profissional na sua empresa, diferentes pesos acarretam na escolha. A experiência, a dedicação e a compatibilidade dos perfis da pessoa e da empresa são alguns dos pontos a serem considerados. Talvez, se a empresa tem uma lacuna em determinada especialização, a experiência do candidato vá pesar bastante. Mas é importante olhar para além da atuação prática e imediata, considerando perspectivas dele em se especializar ou crescer juntos às diversas áreas da empresa.

Quando se fala em líder numa empresa, é importante que, mais do que reconhecer um talento ou um funcionário empenhado em adquirir esse talento, o líder seja capaz de promover o desenvolvimento dele.

Se as empresas valorizam iniciativas, interesse e desenvolvimento profissional dos funcionários, bem como habilidades de inserir na rotina de trabalho essas características, há uma forte demanda para o incentivo, valorização e constante desenvolvimento do funcionário. Mais do que necessário, esse investimento é conveniente, afinal, talentos descobertos e aprimorados retornam em boas práticas para a própria empresa.

Investir na pessoa além do profissional

Cursos, palestras, workshops e treinamento voltados à área de atuação da empresa e especificamente dos funcionários são sempre oportunidades de crescimento e abertura de visão. É indiscutível a necessidade de constantemente rever e repensar o posicionamento da empresa e dos colaboradores, bem como prepará-los para lidar com mudanças de mercado, novos rumos ou apenas inseri-los cada vez mais no universo em que atua a empresa, sobretudo funcionários novos.

investir-na-pessoa-alem-do-profissional

Mas não apensas a imersão nos produtos ou serviços, há um investimento que proporciona uma relação bastante promissora entre negócios e colaboradores, que é o desenvolvimento pessoal. Proporcionar cursos que sejam interessantes num âmbito geral, palestras que trabalhem temáticas fora de assunto de trabalho, momentos de interação e integração social sem estar unicamente relacionada ao aspecto profissional, são fatores que se estendem à qualidade do ambiente de trabalho.

Funcionários e colaboradores que se sentem confortáveis e bem situados em seus ambientes de trabalho desenvolvem e atuam de forma bem mais promissora. Consequentemente, geram resultados mais favoráveis à empresa.

O chefe desenvolve o profissional. O líder envolve o pessoal.

1)  Motivação

Palestras e minicursos motivacionais, além de reuniões de equipe são ótimas ferramentas de motivação. Seja no aspecto integrador, mostrando resultados e apontando metas, seja no aspecto encorajador. Uma variação bastante bem-vinda para motivar os colaboradores é desviar da visão das pessoas unicamente como funcionários. Como um bom líder, busque identificar pontos fortes e fracos na equipe e nos funcionários individualmente e, ao trabalhar relações de motivação, incentive esses pontos a serem trabalhados com uma carga mais pessoal e intimista.

2) Descontração

Proporcionar interação entre as áreas ou funcionários da empresa auxilia para o fortalecimento e cooperação da equipe, aspectos essenciais para qualquer ambiente saudável. Integrar é uma forma de tornar o ambiente mais confortável e proporcionar maior desenvoltura e confiabilidade.

desenvoltura e confiabilidade.

3) Desenvolvimento pessoal

O que sua equipe valoriza? Proporcionar desenvolvimento pessoal, como atividades artísticas, esportivas ou alternativas são opções interessantes para motivar e cativar os funcionários. Também vale ressaltar que a qualidade de vida fora do ambiente profissional tem interferência direta na atuação da equipe. Sobretudo num mercado cada vez mais competitivo, exigente e que demanda aperfeiçoamento profissional, a descontração e a segurança pessoal favorecem um profissional mais bem preparado para lidar com os negócios dentro da sua empresa.

Líder que desenvolve, conquista

Mesmo as gerações mais novas que apresentam características de experimentação e tendência a manter vínculos mais curtos no ambiente pessoal ou profissional, valorizam empresas que são bons ambientes de trabalho. Empresas onde haja uma troca efetiva de crescimento, resultado e satisfação, supre a demanda empresarial e cativa o funcionário que certamente se sentirá mais motivado e seguro dentro da empresa, evitando rotatividade e perda de profissionais talentosos e compatíveis com as metas do seu negócio. Por isso, investir na sua equipe vai além de inseri-la num intensivo conhecimento focado na área de atuação, mas contempla uma esfera ampla e interligada de aprimoramento e incentivo profissional, pessoal e cognitivo.

 

Voltar

Deixe uma resposta