icone Notícias

Dicas para montar uma food bike

31 de outubro de 2016

dicas-para-montar-uma-food-bike

Versáteis e com o melhor conceito de mobilidade urbana, aliando comidas gostosas em um estilo clássico, essas são as food bikes. Inicialmente, surgiram como uma opção mais econômica e viável aos food trucks, aqueles caminhões ou kombis bem equipados, com cozinhas completas e bem estruturados para oferecer comidas, lanches, sobremesas e bebidas.

As food bikes são mais compactas e fáceis de serem manuseadas. O estilo varia e vai do conceito mais clássico com cestinhas e design florido, ao mais moderno e alternativo, como bicicletas duplas ou com um carrinho acoplado, quase como uma charrete. O estilo geralmente se alinha ao tipo de comida comercializada, que também possui as mais diversas opções, desde docinhos gourmet, até chás gelados.

Agora elas ganharam espaço e estão dividindo a atenção com os food trucks pelas ruas e feiras de exposição. Para quem busca uma opção para implementar seu negócio ou comércio, apostar em food bikes é uma iniciativa que promove diversas vantagens.

O conceito

conceito-da-food-bike

Considerando que a estrutura das food bikes é mais limitada do que um food truck e, principalmente, um restaurante ou loja, a ideia é pensar em vendas e produtos prontos e práticos, que sejam carregados e manuseados com facilidade, por exemplo, refeições prontas e unitárias. A vantagem da bicicleta como suporte é a mobilidade, já que ela é facilmente posicionada e, seguindo a tendência de feiras e exposições, possibilita menores custos para locomoção.

Entenda o público

publico-da-food-bike

Os consumidores alvo são sobretudo aqueles que investem em mobilidade urbana. Isso não significa que o produto comercializado precisa ter relação com bicicletas, mas os conceitos de ecologia, sustentabilidade e até voltados ao mundo orgânico e vegano é bastante relevante. As feiras e exposições que contam com as bike foods, em geral, são parte de um eixo alternativo de alimentação que preza pela praticidade e valores empregados pelo produtor. Uma dica para um bom investimento é, além de conhecer o segmento de produção, conhecer e empregar os conceitos e princípios.

Planeje

como-planejar-uma-food-bike

Assim como qualquer empresa, as food bikes precisam de planejamento, conhecimento de mercado e definição de metas. Contando com a vantagem da mobilidade, sua empresa pode aproveitar e investir em ofertas atrativas e alternativas de atendimento.

A oferta de produtos especiais ou personalizados é uma opção bastante interessante e que movimenta uma grande parte dos adeptos do segmento. Quanto mais simples for o manuseio e o transporte de seus produtos, melhor será a rentabilidade.

Lembre-se que a food bike não dispõe de fogões, refrigeradores ou grandes suportes para equipamentos, por isso quanto mais simples for o armazenamento dos produtos, melhor.

Para fazer sucesso

como-fazer-sucesso-com-food-bike

  • Trabalhe o design: food bikes são empreendimentos visuais, por isso os conceitos e o visual é extremamente relevantes;
  • Divulgue: o grande espaço comercial das food bikes são as feiras segmentadas, fique de olho;
  • Dentro das normas: se os produtos forem artesanais ou caseiros, lembre-se de estar atento às normas nutricionais, além de prazos de validade e rótulos informativos;
  • Faça parcerias: como é um ramo de comércio que ainda está em crescimento, as parcerias e indicações são ótimas formas de divulgação e fortalecimento do mercado;
  • Escolha o produto: pense além do conceito da food bike e compreenda as necessidades de mercado. Trabalhe produtos diferentes e especiais.

 

Voltar

Deixe uma resposta