icone Notícias

Cooperativismo está em alta no mercado brasileiro

28 de julho de 2015

cooperativismo-esta-em-alta-no-mercado-brasileiro

Um dos modelos de negócio que vem aumentando a sua participação na economia brasileira, mesmo em ano de crise, é o Cooperativismo. Segundo pesquisa realizada pelo Sebrae e o Instituto Brasileiro de Qualidade e Produtividade, o Brasil teve um aumento de 23% para 34,5% na taxa de investimento na área em apenas dez anos.

Esses números mostram como empreender em Cooperativas está em alta, mas você sabe o que é cooperativismo e como investir nesse modelo? No texto de hoje vamos explicar tudo para você!

O que é Cooperativismo?

O cooperativismo nasceu com a proposta de um novo modelo econômico para a nossa sociedade, em que o objetivo principal não é o lucro desenfreado, mas sim proporcionar uma maior inclusão financeira, com valores democráticos, de igualdade, solidariedade, responsabilidade e ajuda mútua. Nessas empresas, o fator humano e qualidade do produto são otimizados.

Assim, uma cooperativa é uma associação coletiva, em que voluntários se unem para suprir necessidades em comum, sejam elas econômicas, sociais ou culturais, tudo em uma gestão democrática. Elas podem ser fechadas para pessoas da mesma profissão, por exemplo, ou abertas, podendo receber qualquer pessoa como cooperado.

No Brasil, o crescimento dessas empresas é tanto que até mesmo leis foram estabelecidas para a sua regulamentação. Sendo elas a Lei nº 12.690, de 19 de julho de 2012, assim como a Lei nº 5.764, de 16 de dezembro de 1971 e também o Código Civil brasileiro.

No mercado, podemos encontrar três tipos de cooperativas, a de produção, de consumo e de crédito.

tipos-de-cooperativismo

Cooperativa de Produção

Nesse tipo de cooperativa, todos os colaboradores trabalham em conjunto na produção. Esse é um modelo muito utilizado por empresas que declararam falência e o dono, em conjunto com os seus funcionários, mudam para o cooperativismo, para que assim ninguém fique desempregado. Esse tipo de cooperativa está presente principalmente na produção de cereal e animais.

De Consumo

As Cooperativas de consumo têm como objetivo propor o abastecimento de produtos para os seus cooperados, com preços menores, mas ainda de assim de boa qualidade. Os produtos são de uso doméstico, principalmente alimentos, e as compras são realizadas por meio de uma central de compras.

De Crédito

Esse tipo de cooperativa busca a melhora das condições de financiamento para os seus associados, trabalhando na prestação de serviços, realizando empréstimos, aplicações financeiras e, principalmente, administrando as suas poupanças. Essas cooperativas precisam ter a autorização e ser reguladas pelo Banco Central do Brasil.

Democracia

No cooperativismo, as pessoas são essenciais, muitas vezes mais importantes do que o resultado em si. As cooperativas possuem uma gestão democrática, em que todos os colaboradores têm o mesmo poder nas tomadas de decisões de negócio na empresa, ou seja, todo cooperado tem participação ativa.

cooperativas-gestao-democratica

Importância Social

O cooperativismo dá muita importância para as questões sociais, principalmente na comunidade em que a cooperativa está inserida. Esse modelo procura aumentar a inclusão social e melhorar a distribuição de renda, aumentando a economia local à procura de auto sustentabilidade.

As cooperativas podem fazer esse trabalho tanto individualmente como com a ajuda de outras entidades e até mesmo do Governo.

O cooperativismo está em alta e é um ótimo investimento, principalmente na área alimentícia. Para ajudar no desempenho da empresa, adquirir um sistema como o de ERP é um grande facilitador para que a sua cooperativa atinja todas as suas metas, tanto de produção quanto social.

O que você acha desse modelo de mercado? Deixe a sua opinião aqui nos comentários.

Voltar

Deixe uma resposta